São Paulo – SP – Brasil

contato@terradeleitura.com

11 9 7680.0851

  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon

Tatiana Fraga

Poeta e gestora de projetos educativos e culturais, Tatiana Fraga é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo. Idealizadora e gestora cultural do Espaço de Leitura, Espaço de Convivência do Idoso e Projeto Intergeracional, pelo Fussesp - Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, no Parque da Água Branca. Foi diretora do Projeto PraLer - Prazeres da Leitura e diretora cultural da Casa das Rosas - Espaço Haroldo de Campo de Poesia e Literatura. É diretora da empresa Abaporé Cultural, por meio da qual desenvolveu projetos culturais e educativos no Museu do Futebol, Museu da Casa Brasileira e diversas unidades do SESC, além de formações para educadores para A Fundação Tide Setubal, Fundação Bunge e Instituto Arte Itaporanga – BA. Foi também produtora executiva dos CDs do Movimento Sincopado e da POIN – Pequena Orquestra Interativa. Autora dos livros ‘Nino e Nina’ (Ed. Mundo Mirim, 2012), ‘Brasa’ (Ed. Dulcinéia Catadora, 2009), ‘Espelho’ (edição da autora, 2008) e ‘Pitangas’ (edição da autora, 2002); coautora dos livros ‘Poetas da Escola’ (Cenpec, 2009) e de ‘A linha que nunca termina: pensando Paulo Leminski’ (Ed. Lamparina, 2004). Como jornalista, foi editora, redatora e repórter de revistas de segmentos variados durante mais de dez anos.

Cristina Moreira

É produtora do Espaço de Leitura e Espaço de Convivência do Idoso desde 2017. Foi coordenadora de projetos voltados ao empoderamento de mulheres em situação de vulnerabilidade social do NUA (Instituto Nova União da Arte). É coordenadora de eventos sociais e corporativos, está finalizando o curso de Pedagogia e, há 29 anos, é responsável pela criação de seres humanos, atualmente oito, definidos como filhos.

Felipe Ibrahim

Formado em Jornalismo, em 2010, pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). É produtor de conteúdos digitais (mídias sociais, sites e blogues); editor e revisor de conteúdos digitais e impressos (com experiência diversificada em programação cultural, livros didáticos, guias etc.); e assessor de comunicação e imprensa (com envolvimento nas áreas de educação, arte, cultura e tecnologias). Já atuou em projetos de comunicação, editoração e no terceiro setor em empresas e instituições como Governo do Estado de São Paulo (Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação; Fundo Social de São Paulo; Secretaria da Educação e Detran.SP); também na editora Moderna, Ação Educativa, Núcleo de Apoio à População Ribeirinha da Amazônia e na Fundação Carlos Alberto Vanzolini.

Júlia Meirelles

Desde o início da sua formação, em História na PUC-SP e Artes Cênicas no INDAC-SP, atua como produtora executiva na área cultural, educativa e social. Iniciou seu desenvolvimento profissional na administração pública, Prefeitura Municipal de SP e Cinemateca Brasileira viabilizando projetos culturais, unindo preservação e difusão.  Esteve na Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo responsável pelo planejamento e produção artística de festivais culturais estaduais. Atuou em algumas das principais Organizações Sociais de Cultura do Estado de SP: POIESIS, APAA e Santa Marcelina Cultura. Concomitante a gestão cultural pública se dedica a projetos pontuais em produtoras de áudio visual, agencias de comunicação, eventos corporativos e entretenimento. Atualmente, conclui nova graduação em Gestão Pública e coordena a área de produção cultural dos projetos Espaço de Leitura e Espaço de Convivência do Idoso dentro do Parque da Água Branca.

Mayra Oi

Estudei Artes Visuais na Faculdade de Belas Artes e Letras na Universidade de São Paulo. Trabalho há mais de 10 anos com educação, arte e literatura em instituições de ensino formal e não formal. Trabalhei com mediação de obras em exposições, pesquisa e formação de educadores no Instituto Tomie Ohtake e na Fundação Bienal de São Paulo. Dei aula de artes na Escola da Vila e atualmente no colégio ALEF-Peretz e de português na escola democrática Politeia. Fui convidada a trabalhar integração e expressão corporal na Escola indígena Gwyrá Pepó na aldeia Guarani Mbyá de Tenondé Porã em Parelheiros-SP. Coordenei os educativos dos projetos Espaço de Convivência do Idoso, Espaço de Leitura e Intergeracional do FUSSESP no Parque da Água Branca. Além dos trabalhos institucionais, desenvolvo parcerias para escrever livros, ilustrar, organizar exposições, formações e eventos. Participei da gestão de projetos sociais autônomos em diversas áreas na Casa Mafalda – Lapa/SP, atualmente pesquiso pedagogia libertária e participo do Núcleo Traços, Trecos e Trocas, especializado em criatividade e educação.

Patrícia Bomfim

É jornalista formada em 1998 pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Atua como assessora de comunicação e coordenadora editorial do projeto Espaço de Leitura, que é uma ação sociocultural e educativa que atende crianças em situação de vulnerabilidade social e público espontâneo do Parque da Água Branca. Editou e revisou materiais didáticos para Editora Ática, Leya, Grupo Kick Educação e Fundação Vanzolini. Na Editora Abril, foi repórter e redatora das publicações Veja on-line, Revista Tudo, Portal da Viagem e Almanaque Abril. Em 2013, concluiu o curso de extensão Leitura e Produção de Textos (COGEAE-PUC).

Rosângela Paiva

Carreira desenvolvida na área de Produção Cultural de Eventos, com experiência em liderança de equipes, programação cultural, produção e pré-produção des eventos e exposições, atuando em projetos privados e governamentais. Na promoção de vendas, experiência em abordagem, demonstração de produtos, degustações, distribuição de brindes implantação de campanhas promocionais e motivacionais. Na área comercial, experiência em vendas consultivas, vendas diretas, prospecção e fidelização de clientes, negociação e fechamento. Na área de pesquisa de mercado, experiência em pesquisa por telefone (CAT), quali e quanti, entrevistas de rua (central), amostragem de campo (Implante).

Taís Mathias

Bibliotecária formada pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Atua como coordenadora dos setores Acervo e Gestão da Informação do Espaço de Leitura e do Espaço de Convivência do Idoso no Parque da Água Branca. Atuou no mesmo projeto como arte educadora auxiliando na concepção de materiais educativos e exposições temáticas. Atuou como bibliotecária no Museu da Imigração e fez parte da equipe de bibliotecários nas bibliotecas estaduais geridas pela SP Leituras - Biblioteca de São Paulo e Biblioteca Villa Lobos. Foi professora especialista do curso para a formação de técnicos em biblioteca do Centro Paula Souza na unidade do Parque da Juventude, ministrando as disciplinas Desenvolvimento de Coleção e Serviços de Informação e Referência. Realizou a catalogação do acervo da biblioteca Claudie Monteil da Aliança Francesa de São Paulo. Recebeu o prêmio nacional de melhor trabalho acadêmico da Associação Brasileira de Educação em Ciência da Informação (ABECIN, 2014). Foi uma das idealizadoras e produtoras da ação cultural Destrave-se (SENAC, 2013) para dar visibilidade à discussão sobre transgêneros aos profissionais da área de Ciência da Informação. Trabalhou na Biblioteca Circulante da Casa das Rosas no setor de referência e implementou ações de conservação preventiva do Acervo Haroldo de Campos. Realizou serviços de conservação preventiva de acervo para a Biblioteca Jenny Klabin Segall do Museu Lasar Segall e para a Casa de Vidro - Instituto Lina Bo e Pietro Maria Bardi.

Valéria Ignácio

Jornalista e mestre em Literatura, é doutoranda em Literatura e Crítica Literária na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Por mais de duas décadas atuou como repórter e redatora em jornais e agências de publicidade de Minas Gerais e São Paulo, revisora e preparadora de texto. Dedica-se à pesquisa e aos estudos literários, tendo artigos publicados em periódicos científicos e participação em grupos de pesquisa do CNPq. É colaboradora do Projeto Espaço de Leitura desde a sua criação e assina, em coautoria com Carla Caruso, o livro Mil e uma noites a céu aberto.